adeus, zé pedro dos xutos


Era o Zé Pedro dos Xutos
Hoje, a minha mãe chegou ao meu quarto e disse-me: Morreu o Zé Pedro, soubeste? Gostavas tanto do Zé Pedro.

oh oh oh, a xmas wishlist chegou


Para começar, aproveito para vos dizer que sei bem que estão impressionados com a rima super outside the box que fiz no título deste post
O natal está mesmo aí, não é? Aos centros comerciais já chegou no início de novembro, como é óbvio. Começam cedo. 
Cá em casa ainda não há árvore de natal montada, mas já há uns quantos arranjos espalhados pela casa (ideias da minha mãe!).

concurso de desgraçados (com malta cheia de sorte à mistura)


Se formos medir desgraças, há por aí gente que encarna um verdadeiro Cristiano Ronaldo ou uma Serena Williams do infortúnio. Têm queda para isso, tudo lhes acontece. Tudo de mau. O que é bom, está quieto. 

Não nego não sentir pena, mesmo que se diga que é feio dizer-se que se tem pena de alguém. Mas não dá para ignorar esta sensação de piedade, de compaixão pela desgraça alheia. 

considerações a bordo de um boeing 737


Partimos, em direção a Bruxelas, na manhã de uma quarta-feira. Na quarta-feira da semana que passou. Uma manhã normal em Lisboa, muito embora não seja exímia conhecedora das manhãs de semana, mas mais dos sábados e domingos.

quase a caminho de bruxelas


Atarefados. Palavra de ordem, aqui em casa. Como é hábito nosso, foi tudo deixado para a última. Achamos que somos donos do tempo, mas não é assim.